pg-nmga

JAC J5 – Reclamações e Problemas

J5 001

Apesar de atualmente a JAC só fornecer carros elétricos, ainda é possível encontrar modelos à combustão da marca no mercado de usados, o J5 é um deles.

O sedã médio tinha preços atrativos, mas não agradou muito o público pela ausência de versões mais potentes.

O J5 pode ser encontrado por menos de R$30.000,00 e pode ser uma opção interessante no mercado de usados.

Se você estiver pensando em comprar um, fique de olho no nosso texto de hoje, no qual elencamos os principais problemas dele.

O J5 chegou ao Brasil em 2012, com motor 1.5 e câmbio manual, com 125 cv e 15,5 kgfm de torque, que rendia uma aceleração de 0 a 100 km/h em 11s e velocidade máxima de 188 km/h.

O modelo tem ar-condicionado, ABS, airbags, sensor de estacionamento, rodas de liga e suspensão independente.

Listamos os principais problemas e reclamações para você ficar de olho na avaliação da unidade que estiver pensando em comprar:

Desempenho é fraco para um sedã médio

Se comparado com os principais rivais, como Civic, Focus e Vectra, que tinham motores maiores e mais potentes, o J5 fica pra trás.

É esperado para esse segmento uma versão com desempenho melhor que 0 a 100 km/h em quase 12s e velocidade máxima de menos de 200 km/h.

Não necessariamente todas as versões precisam ter ótimo desempenho, mas seria bem-vinda uma mais forte.

Suspensão macia demais passa insegurança em alta velocidade

O ajuste da suspensão é um pouco macio, e isso faz com que o carro fique instável em alta velocidade.

Os amortecedores costumam não ter uma vida útil muito longa também.

Volante sem ajuste de profundidade

J5 002

O volante só tem ajuste de altura, não sendo possível ajustar a profundidade, o que é uma falha grave num carro de patamar mais elevado.

Esse é um item básico para se ter um ajuste fino da direção do carro e achar a posição ideal de dirigir.

Fim da garantia

A JAC dava uma garantia de 6 anos para seus carros, ou seja, as últimas unidades vendidas já não estão mais cobertas.

Isso pode não ser necessariamente um problema, mas aumenta a insegurança em relação à oferta de peças nas autorizadas, ficando refém de peças usadas ou de qualidade duvidosa, encontradas na internet.

Valores de revenda são bem baixos

O carro é um pouco difícil de vender, não que seja impossível, mas certamente não está no top dos carros mais vendidos.

A dificuldade na revenda faz com que os valores praticados no mercado sejam bem abaixo da FIPE, especialmente se estiver vendendo para um lojista.

Consumo não é dos melhores

O consumo do J5 não é dos melhores, cerca de 9 km/l na cidade e 11,5 km/l na estrada, somente na gasolina.

O consumo é próximo dos concorrentes, porem o desempenho não acompanha.

Pintura original apresentou problemas

Diversas unidades do J5 tiveram problemas na pintura, que chegaram inclusive a descascar.

Verifique a conservação dela, e fique atento a repinturas, que podem não ter sido executadas corretamente.

Conclusão

J5 003

O j5 pode ser uma opção no mercado de usados, talvez um pouco mais arriscado que um carro da VW ou Chevrolet por exemplo no quesito oferta de peças para longo prazo.

O custo menor talvez valha a pena, especialmente se desempenho não é um fator decisivo para você.

O preconceito com a marca (e com as montadoras chinesas de forma geral) é também um dos pontos fracos o modelo e até hoje causa dificuldade de revenda e baixo valor de mercado.

É uma boa opção a ser considerada no mercado de usados, dependendo do seu perfil.

Se busca desempenho e segurança a longo prazo, talvez seja melhor optar por um carro com motor mais potente e de montadora tradicional.

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do WhatsappeCanal do Telegram!
CategoriasJ5

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



c12OrqyAeQ65CANuSaRgcOXX3cvWvBvO3VrU zKQNKMIjAIN28coKUHnlTgz76QZ90
Autor: Luca Magnani

Engenheiro mecânico na indústria automotiva, pós graduado pela Universidade da Indústria do Paraná em Engenharia de veículos elétricos e híbridos.

pg-nmga Mapa do site